Estratificação horizontal da educação superior no Brasil: desigualdades de classe, gênero e raça em um contexto de expansão educacional (Horizontal Opportunities in Access to Higher Education in Brazil: Socioeconomic Status, Gender and Race in a Context of Educational Expansion)

37 Pages Posted: 3 Aug 2017

See all articles by Flavio Carvalhaes

Flavio Carvalhaes

Universidade Federal do Rio de Janeiro

Carlos Costa Ribeiro

Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ)

Date Written: July 28, 2017

Abstract

Portuguese Abstarct: O acesso ao ensino superior é fundamental para diminuir as desvantagens de pessoas com origens nos grupos menos privilegiados. A literatura sobre estratificação educacional nos ensina que tanto o acesso aos diferentes tipos de modalidade ofertada (bacharelados, licenciaturas, cursos tecnológicos) quanto quais cursos são escolhidos (Medicina, Administração ou Pedagogia) influenciam as chances de alcançar os melhores empregos. Tendo em vista que os diferentes diplomas universitários não são iguais em termos das vantagens que trazem para os diplomados, diferenças de acesso entre os cursos universitários em termos de classe, gênero e raça, o perfil de acesso a esses cursos deve ser analisado. Neste artigo, avaliamos de forma inédita e desagregada o padrão de expansão do ensino superior brasileira e como se configuram as oportunidades no sistema. Mobilizando dados do INEP, nossos resultados apontam que pessoas com origem nos estratos mais altos (pais com ensino superior) tinham probabilidade significativamente maior de entrar nos cursos de maior prestígio (Medicina, Odontologia, Engenharias, e etc.) e em instituições públicas do que pessoas com origem nas classes mais baixas. Também encontramos forte estratificação por gênero tendo em vista que homens têm maior probabilidade de entrar em cursos das ciências exatas e mulheres em cursos relacionados ao ensino e aos cuidados. A estratificação por gênero, no entanto, se combina de forma não linear com a estratificação por classe de origem, na medida em que há cursos típicos de homens de classe alta, mulheres de classe alta, homens de classe baixa e mulheres de classe baixa.

English Abstract: Access to higher education is essential to reduce the disadvantages of people with backgrounds in disadvantaged groups. The literature on educational stratification shows that both the access to the different types of higher education (baccalaureate, vocational) and which fields of study are chosen (Medicine, Business or Teachng) influence the chances of reaching the best jobs. Given that different university degrees are not equal in terms of the advantages they bring to graduates, differences in access between university courses in terms of class, gender and race, the profile of access to these courses should be analyzed. In this article, we evaluate in an unprecedented and disaggregated way the expansion pattern of Brazilian higher education and how the opportunities in the system are distributed. Mobilizing INEP data, our results indicate that people from the upper socioeconomic groups (parents with higher education) were significantly more likely to enter the most prestigious courses (Medicine, Dentistry, Engineering, etc.) and public institutions than people from the lower strata. We also find strong gender stratification. Men are more likely to attend courses in the hard sciences and women in courses related to teaching and care. Gender stratification, however, combines non-linearly with stratification by socioeconomic status, as there are typical courses of upper-class men, upper-class women, lower-class men, and lower-class women.

Note: Downloadable document is in Portuguese.

Keywords: estratificação horizontal, ensino superior, desigualdade de oportunidades

JEL Classification: 121, 124

Suggested Citation

Carvalhaes, Flavio and Costa Ribeiro, Carlos, Estratificação horizontal da educação superior no Brasil: desigualdades de classe, gênero e raça em um contexto de expansão educacional (Horizontal Opportunities in Access to Higher Education in Brazil: Socioeconomic Status, Gender and Race in a Context of Educational Expansion) (July 28, 2017). Available at SSRN: https://ssrn.com/abstract=3010375 or http://dx.doi.org/10.2139/ssrn.3010375

Flavio Carvalhaes (Contact Author)

Universidade Federal do Rio de Janeiro

Av. Pedro Calmon, 550
Cidade Universitária, Ilha do Fundão
Rio de Janeiro, Rio de Janeiro 21941901
Brazil
+552139389600 (Phone)

Carlos Costa Ribeiro

Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) ( email )

Rua Tonelero, 380 apt. 804
Copacabana, 22030-000
Brazil

Do you have a job opening that you would like to promote on SSRN?

Paper statistics

Downloads
173
Abstract Views
777
Rank
260,371
PlumX Metrics